24 de mai de 2011

Twiter

@morenadepijama

Eu prefiro as mentiras declaradas!

Nunca me chamou a atenção o fato de as pessoas serem discretas.

Quer saber, eu não gosto de gente discreta, gente que ama e se retrai todo pra dizer que ama, gente que sente saudades e não fala, gente que não vive por medo do que os outros vão pensar, que se retraem pra ter um comportamento socialmente correto.

Não age como quer e por que quer, age pensando que dessa forma a sociedade vai gostar.

Quer saber, FODAM-SE!

Eu gosto de gente, acima da qualificação de ser humano, gente que rí com os olhos, que chora, que ama, que diz que sente saudades, que diz que não vai fazer algo por que não quer.

Gente pra mim deve ter opinião própria, não pode ser discreto com nada.

Tem que ter um sim ou um não na ponta da língua.

Eu sou a pessoa menos discreta que eu conheço, não vou mostrar um sorriso só pra fingir que eu sou uma pessoa simpática.

Não vou beijar ninguém por vergonha de dar um fora, não vou falar que eu gosto se eu não tô nem aí!

Não vou mentir, de todas as mentiras eu prefiro as mentiras declaradas.

Um “eu não gosto de vc” é mais suave aos ouvidos do que um eu te amo falso, tipo eu te amo mais pego a vizinha, entende.

O pior de toda gente “discreta” que eu vejo por aí é isso, discrição para os outros!!!!!!

A vida que é uma merda, uns verdadeiros cavalos vestidos com a família, mas para a sociedade um sorriso no rosto e uma aparência de família feliz.

Ama a esposa, ama os filhos e no horário de trabalho sai com a amante que deve dizer que também ama.

Na selva de pedra vale mascarar os sentimentos,  pelo que os outros vão pensar.

Eu não consigo ser assim, me desculpe mundooooooo!!!!! Mas eu mando se foder mesmo!

Se eu não gosto, eu não gosto e não há nada no mundo que me fará gostar!

Se eu sinto saudades, eu sinto mesmo, e falo isso quantas vezes me forem necessárias!

Se eu quero chorar, eu me tranco no meu quarto e choro até derreter!

Se eu to puta da cara! Eu to puta da cara e não vou sorrir amarelo só por que você quer!
 
Eu prefiro tudo muito bem declarado, que seja sincero, que doa quando deve doer por que depois de doer cicatriza mais rápido.

Muito melhor do que ir arrancando a casca da ferida aos poucos.

13 de mai de 2011

O além é que falta...


Sabe, eu sinto falta de pessoas sinceras, olho no olho, me abraça que eu te abraço, encostar o rosto e dizer mentalmente "conta comigo".

Pessoas vazias, vidas vazias, 1000 amigos no msn, mas não ter com que dividir uma pizza no final de semana.

Nunca foi tão fácil conhecer pessoas, nunca foi tão difícil manter relacionamentos, nunca foi tão fácil ficar bonito na foto, nunca foi tão difícil manter alguém bonito dentro do nosso coração.

É tão fácil ser simpático no orkut, copia uma frase qualquer de bom humor, coloca ma foto sorrindo e hj está feliz.

Basta parar um dia e acompanhar no facebook as atualizações das pessoas, leia!

99% falando que falta pessoas!

Pessoas sinceras, de coração, gente que sorri com os olhos, gente sincera que aperta a mão, que abraça e que dá beijo por que ama.

Falta conquista, falta amizades sinceras, falta matar a saudade que a gente deixa se estender pela falta de ter tempo.

Sobra amor pelo salário, falta amor pelas pessoas.....

Incertezas, idéias infâmes, idiotices em massa, as pessoas nunca tiveram tantas ferramentas de comunicação e nunca ficaram tanto tempo sem saber o que dizer.

Mentiras, bolsas e vestidos que cobrem um coração despedaçado, esconder o coração dentro da bolsa é uma saída.

Sorrisos amarelos pra aparecer nas fotos mesquinhas que toda a sociedade vai ver amanhã, os sorrisos esconderão a solidão que mora onde as fotos não mostram.

Maquiagem borrada, vestido amaçado jogado no canto e a vontade de nunca mais colocar a cara fora de casa simplesmente por só encontrar gente igual.

Gente vomitando pelos cantos, pessoas semi nuas, desejos aflorados pelo álcool somados com emoções contraídas e só.


Nada além.

O além é que falta.

11 de mai de 2011

Gente de plástico me cansa

Bonito era quando eu brincava de Barbie em casa e minha única obrigação era qual das minhas várias Barbies eu iría ser naquele dia.

Independente da qual eu escolhesse ela sería bela e sempre tería o Quen a espera. AFFFFFFF.
Após meses de reclusão social por causa de um fim de namoro filha da puta, me visto de diva e decido sair.

Maquiagem, cabelo, amor próprio e coragem e lá estou eu esperando um dos meus casais de amigos.

Passa uma hora do combinado, quase duas quando toca meu celular que eu prefiro chamar de máquina mortífera nos últimos dias.

E lá vem o seguinte torpedo:

-Não vamos mais sair.

Ligo pras criaturas ninguém atende, o pior é que faz tanto tempo que eu não saio de casa que me falta estímulo pra sair sozinha.

Resultado, pedi uma pizza ás 1h e 30min da manhã, e comi toda deusa maquiada e bem vestida na cozinha.

Só de raiva dormi de maquiagem.

Não obstante  o acontecimento, dessa tentativa de me reerguer como ser humano e tentar esquecer um ex após vários longos meses de desistímulo vital eu decido sair conversar com uma pessoa, único homem que me atraiu nos últimos dias.

Horas se arrumando para chegar no local combinado e ....

Cadê a criatura? Uma mesa, livros, a máquina mortifera que não toca, um silêncio que eu podia escutar a terra girando.

Quando o som do Guns na máquina mortífera quebra o silêncio que já estava me matando.

Resultado, mais uma desculpa esfarrapada e eu com uma cara de idiota.

Sabe eu estou de saco cheio de pessoas iguais, cara custa cumprir o que fala??????

Se eu promete que vou as 3h da manhã com a Xuxa comprar alface na feira, conta com isso, acredite em mim, nem que for pra tirar o monge budista da forca eu não vou fugir do meu compromisso.

Daí, me vem na cabeça que todo mundo é igual, fico achando todo mundo meio lento, meio medíocre, hipócrita e bobo simplesmente por não terem palavra.

Estou cansada de gente de plástico, bonita por fora e vazia e sem coração.

Agora mais uma vez sinto aquela vontade infâme de não sair mais de casa, meu quarto passa a ser meu habitat, por que  quando eu começo achar graça em tudo de novo vem uma criatura e faz desabar meu castelinho de cartas.

Poxaaa!

9 de mai de 2011

Faxina na vida, só fica o que valer a pena!

Sim eu estou mantendo meu sorriso no rosto, arranco com as unhas motivos para levantar e querer ser cada vez mais gente!

É mesmo, ser gente, mais do que existir.
Busco ser gente, gente as vezes se machuca, as vezes chora, as vezes acha que vai morrer e não morre.

Gente sorri, dá berros de alegria, fala o que não deve as vezes.

Mas é isso mesmo, melhor do que existir buscar ser gente faz parte do meu aprendizado.
Por isso que hoje eu saí com meu lencinho vermelho no pescoço aquele que possui bolinhas brancas, por que ele me faz feliz!
E ser gente é acima de tudo ser feliz.
Meu ipod me faz feliz, abraço me faz feliz, chocolate me faz feliz, ainda mais depois do almoço.

To deixando muita gente pra trás e confesso ultimamente isso tem me assustado, mas com a mesma frequencia que algumas pessoas tem saído da minha vida, outras têm entrado.

E olha, quanta gente legal eu tenho conhecido.

Talvez no meio dessa gente que está saindo da minha vida, saiam junto também alguns pensamentos, decepções, angustias e ansiedades que tantas pessoas me proporcionaram.

Espero que entrem novas pessoas que me tragam muitas alegrias que eu saberei retribuir e sabe pq?


Por que essas pessoas que estão saindo, embora as angustias, tristezas e ansiedades proporcionadas me fizeram aprender.

Aprender acima de tudo a dar valor quando uma pessoa de verdade aparecesse.

É por isso que hoje, eu estou com o meu sorriso mais lindo no rosto, esperando apenas o melhor...


Afinal, uma faxina na vida as vezes faz tão bem.